sábado, 23 de julho de 2016

TINTAS E PINCÉIS


TINTAS E PINCÉIS

Carrega-me nos teus braços
Nesta estrada de fraga vazia
Leva-me a ver o meu amado
Mar, banha-me o corpo com
A tua faminta fome de desejo
Como as ondas do meu mar
Abraçam as pedrinhas, a areia
Deita-me meu amor nos lençóis
Da tua cama, já perfumados de ti
Encaixa o teu forte corpo no meu
Amei-te com as tintas e os pincéis
Amei-te por caminhos sem rumo
Amei-te numa bela poesia colorida
Senti-me tão amada e tão desejada.

༻❀༺༻❀༺༻❀༺ -༻❀༺

Isabel Morais Ribeiro Fonseca