quarta-feira, 29 de junho de 2016

VIVA


 VIVA

Esqueça todas as mágoas
Há no nosso silêncio
Uma sabedoria profunda
Que sem querer se transforma
Numa resposta perfeita
E apagá-la definitivamente
É procurar o sorriso perdido
Então não acumule mágoas
Mas sim um belo jardim
Que perfume a sua vida.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca


quinta-feira, 23 de junho de 2016

DESCOMPLICADO MEU


DESCOMPLICADO MEU

Danço nas curvas dos teus olhos
Berço do tempo noturno da vida
Auréola do passado que corre sangue
Folhas de outono mortas, secas de luz
Alvoradas escondidas na tempestade
Erva no vento na palha de trigo dourado
Musgo orvalhado na mente já doente
Barcos cheios de caçadores de sonhos
Risos perfumados dos olhos puros
Suspiro de amor, num sopro de felicidade
Lágrimas de tantas lembranças tuas, de emoção
Sombra no coração que faz brotar na alma
Respiro no teu corpo a obstinada paixão
Busco em ti o musgo orvalhado de mim
Procuro talvez vida, nos livros que leio
Respiro em ti, nas folhas secas de outono
Marcas o meu corpo com palha estrelada
Onde danço nas curvas dos teus olhos à chuva.

ღ❣•*¨*•.¸¸ƸӜƷ.¸¸.•*¨*•❣ღ

Isabel Morais Ribeiro Fonseca


domingo, 19 de junho de 2016

TRIUNFO


TRIUNFO

A dor que me rasga o corpo
Que me atormenta a alma
Que me tortura a mente
Que me inferniza o coração
É a dor que me ilumina e me castiga
Que Deus me alivie do vale da sombra
Hei-de passar pela dor infinita para triunfar!

¸.•* * ♥༻❀❀༺♥¸.•*¸.•* * ♥༻❀❀༺♥¸.•*

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

quinta-feira, 16 de junho de 2016

SONHO ETERNO


SONHO ETERNO

Tu vieste atrás de mim silenciosamente
Era mais do que fazer amor, muito mais
Era rasgar a pele do corpo na louca sã
Desta loucura de sermos nós mesmos
Volto as minhas ausências de memórias
Noites chuvosas onde a lua estava a chorar
Sem ouvir os pássaros no sol da manhã
Acaricias o meu corpo com um belo sorriso
Dos teus lábios, na penumbra dos meus olhos
Suores e tremores percorriam o meu corpo
A cada acordar depois de uma noite de amor
O meu desejo é no fim do sonho torná-lo eterno
Um sonho que me ajude a libertar o meu lado
Selvagem, entre o meu delírio, a minha vontade. 

═ ღೋღ❣•*¨*•.¸¸ƸӜƷ.¸¸.•*¨*•❣ღღೋ═

Isabel Morais Ribeiro Fonseca



sábado, 11 de junho de 2016

AMA-ME

AMA-ME

Aconchega-te nos lençóis
Neste fria noite de inverno
Cobre-me com o teu olhar
Como um rio que percorre

Para o mar de tanto desejar
Eu sei bem que te provoco
Tu sabes que dentro de mim
Lavas-te da tua faminta fome

Aconchega-te e beija-me só
Os olhos, antes que fique tarde
Esconde-me nos teus sentidos
Veste-me no orvalho da manhã

Com o teu corpo, amando-me.

* ¸.•* * ¸.•* * ¸.•* *

Isabel Morais Ribeiro Fonseca


 

sábado, 4 de junho de 2016

LIVRO


 LIVRO

A minha alma vagueia
- Por entre os livros
Que leio onde me perco
- Num conhecimento
Que deixam em mim.

- ✿✿‿.•*´¯ ✿✿ -

Isabel Morais Ribeiro Fonseca