segunda-feira, 28 de setembro de 2015

FRASE- VENTO


Quando o vento te tocar no rosto
     - E brincar com os teus cabelos
 
Por favor não te assustes
 
  -É a minha saudade, o meu amor
Que te quer beijar em silêncio.
 


terça-feira, 22 de setembro de 2015

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

VAGABUNDO

VAGABUNDO

Vagabundo que viveu e vive nas sombras
Esquecido treme de frio nas noites sem fim
Com fome, sede sacia o cansaço na sua própria solidão
Imerso no seu silêncio, na escuridão senil
Alma solitária, vinda do escuro da luz
Queima o inferno na coincidência da vontade divina
Esquece tudo, até mesmo as suas próprias deficiências
Solidão compartilhada no seu silêncio desligado do mundo
Vagabundo nas ruas da vida, encontrou um lugar para brilhar
O seu próprio coração magoado, senil, triste e maltratado.
 
Isabel Morais Ribeiro Fonseca

terça-feira, 1 de setembro de 2015

NOITES

NOITES

Ando a procura na noite
Dum grão perdido na areia
Noites com a densidade sufocante
Onde a lua permanece no céu
Acompanhado de nuvens cinzentas
Noites em que as pálpebras
Não querem cedem a fadiga
No doce sabor do teu sangue
Que corre pelas minhas veias
Percorrendo meu corpo
- Ao encontro do teu
Alimenta-me com o teu amor
Pois o meu corpo esta febril
- Sedento de fome
Tento encontrar-te meu amor
Neste deserto esquecido
Dentro do meu pensamento.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca