sábado, 4 de julho de 2015

LONGE DE TI - ESCREVO

Escrevo
Com a pena no teu corpo
(...) Fazendo
Dele o meu caderno de poesia
 
Isabel Morais Ribeiro Fonseca



LONGE DE TI

Já não conheço o meu rosto
Já não conheço o teu rosto
Não quero morrer longe de ti
E tu não morras longe de mim.
 
Isabel Morais Ribeiro Fonseca