sexta-feira, 25 de outubro de 2013

ASAS DO TEMPO


 ASAS DO TEMPO

Queria voar
Nas asas do vento
Sentir na pele
As lágrimas da chuva
Queria ver-me
No espelho do lago
Sentir a brisa
Nas árvores do campo
Afago a dor
No perfume das flores
Tiro a solidão
No céu estrelado
Tu és o meu arco-íris
E eu as suas cores.!
Isabel Morais Ribeiro Fonseca